0 0
Read Time:1 Minute, 9 Second

Siga-nos no Telegram | https://t.me/stesspt

O Presidente do Equador, Guillermo Lasso, pediu na quarta-feira ao governo que renuncie, menos de um ano após ter tomado posse, numa altura em que o país vive uma grave crise criminal.


Quito, Equador | O pedido de renúncia foi avançado pela Secretaria de Comunicação da Presidência, que acrescentou que Lasso pretende substituir os actuais titulares das pastas de Energia, Agricultura e Direitos Humanos.

Na terça-feira, o Presidente equatoriano já havia nomeado Xavier Vera, antigo ministro da Energia, para substituir Juan Carlos Bermeo como ministro da Defesa.

O conservador Lasso irá completar o primeiro de quatro anos de mandato a 24 de Maio.

Um ano marcado para uma guerra entre o governo e os traficantes de droga, que provocou um aumento na criminalidade e confrontos mortais entre grupos rivais, inclusive em prisões, onde 350 detidos morreram desde Fevereiro de 2021.

O ministro do Interior, Patricio Carrillo, reconheceu na semana passada que o Equador estava a passar por uma crise criminal, que já matou 1.180 pessoas desde o início de 2022.

Em 2021, o Equador apreendeu um recorde de 210 toneladas de drogas, principalmente cocaína, e nos primeiros quatro meses do ano, as apreensões de drogas já atingiram 75 toneladas.

Quer nos enviar seus vídeos ou fotos ou até mesmo furos? Contacte-nos através do email [email protected]

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

What Do You Think?

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: